Somos membro de equipe multidisciplinar de segurança do trabalho com vasta experiência em projetos de gestão na área da Prevenção de Acidentes, possuímos portfólio completo visando assessorar sua empresa na tomada de decisões relacionadas a SMS.
Desenvolvemos projeto de Segurança e Prevenção, acompanhamos o andamento dos trabalhos e realizamos treinamentos.
Contato:
marciovaitsman@yahoo.com.br - marciovaitsman@gmail.com - http://twitter.com/SMSeg
PEDOFILIA, DENUNCIE. DISQUE 100

8 de maio de 2010

Riscos elétricos - DDS.

Essa série de DDS, dirigida  para a área da construção civil são postadas  com muito carinho e seu objetivo é de colaborar com a nobre colega Érika que se inicia nessa profissão. BOA SORTE.




Toda a sobrecarga elétrica tem grande potencial de causar acidentes, podendo ocasionar lesões e princípios de incêndio. 

Por isso, não ligue mais de uma máquina na mesma tomada de corrente e não use máquinas e ferramentas elétricas que não esteja com o sistema de alimentação (cabo e plugue) adequado. 

Equipamentos e ferramentas elétricas inadequadas e/ou defeituosas não devem ser usadas de forma nenhuma. 

Todo o trabalhador que identificar irregularidade em máquinas e ferramentas elétricas deve imediatamente procurar solucionar o problema, buscando recursos com o seu encarregado. 

Antes de se iniciar escavações nas proximidades de instalações elétricas enterradas, as equipes envolvidas devem ser informadas da posição, tensão e profundidade das  mesmas. Escavações mecanizadas, num raio inferior a 2 metros, não são recomendadas. 

O percurso das tubulações e conduítes que contenham fios e cabos elétricos enterrados deverá ser sinalizado à flor da terra, durante todo o tempo de execução dos trabalhos, podendo ser usadas placas e piquetes, se possível deverá ser providenciado o desligamento desses circuitos. 

Nos trabalhos nas proximidades de instalações elétricas aéreas energizadas, nunca aproxime seu corpo, suas ferramentas, estropos, cabos de aço, utensílios e peças metálicas e nenhuma linha de carga de guindaste. 

A menor distância para a realização de trabalhos próximos de instalações elétricas é de 3 metros para tensões menores ou igual a 57.000 Volts e de 5 metros para tensões a 57.000 Volts. Quando estas distâncias não puderem ser respeitadas, a rede elétrica deve ser desernegizada. 

Quando estas distâncias não puderem ser respeitadas, nem a rede desenergizada, os fios e cabos elétricos deverão ser isolados com barreiras adequadamente construídas de material isolante que evite qualquer tipo de contato acidental.

Não improvise ligações elétricas, estas são as principais causadoras de acidentes nestes casos. 

"Conforme vimos, a Prevenção é o caminho, pois em eletricidade só se erra uma vez."